domingo, 12 de maio de 2013

Mães: Flores Vivas em Nós!

Minha mãe: Esraide Gral Segatti -In Memoriam

Olá! Primeiramente, obrigada por ler meus textos.
Esse texto escrevi especialmente para os filhos que não têm mais as suas amadas mães por perto como é o meu caso e também para os filhos que estão com suas mães alegrando-se nesse dia das mães. Que Deus nos abençoe todos. Rachel  



É verdade que é maravilhoso quando oferecemos flores às pessoas, enquanto elas estão perto de nós, enquanto elas estão vivas e mais ainda, quando as flores vêm acompanhadas de "um abraço, um beijo, um aperto de mãos ou um passeio". 

Porém, existe o hábito de levar flores aos túmulos dos queridos que já se foram e hoje entendo que haja um motivo, que pode ser diferente para uns e outros.

Minha mãe Dona Esraide gostava muito de visitar  túmulo de minha avó Dona Ana e ela sempre me convidava para ir com ela.

Confesso que eu não gostava muito e se eu fui alguma vez, não me recordo... 

Talvez por rebeldia mesmo, quando adolescente eu não compreendia aquele gesto, uma vez que as flores não seriam entregues à minha avó, que não estava mais viva.

Foram inúmeras as vezes que minha mãe me chamou para ir ao cemitério com ela. E inúmeras às vezes que ela mencionou o fato de ter ido ao cemitério e ter visitado o túmulo de meu pai e de muitas outras pessoas conhecidas dela. rsrs Minha mãe tinha muitos "conhecidos"... 

Entreguei algumas flores à minha mãe enquanto ela estava viva. Entreguei outros presentes também, pois sempre achei que flores não eram presentes úteis e que morreriam logo e, a lembrança se perderia.

Hoje, dia das mães 2013, dia em que minha mãe não estará ao meu lado para que eu lhe entregue uma flor, uma roupa, um perfume, seja lá o que for, entendo o sentido das flores que as pessoas levam aos túmulos de seus amados da seguinte maneira:

As flores, representam a lembrança de nossos amados estarem sempre vivos em nós, de não nos esquecermos deles, e tenho certeza de que essa era a lição que minha mãe estava me fazendo entender, ao me convidar a entregar uma flor, não aos que já se foram, mas à mim mesma, fazendo-me lembrar de nossos parentes. Ela não queria que eu me esquecesse dela. Ela queria ter a certeza de que eu não me esqueceria dela.

Mas como é que esse tipo de dúvida pode existir no coração de uma mãe?  Na minha opinião quando nós, seus filhos, as desrespeitamos, deixamos de conversar com elas, de ajudá-las em suas necessidades e amá-las como elas merecem. 

Faço questão de ir ao túmulo de minha mãe levar flores pra mim mesma. Isso mesmo! Flores que me farão parar alguns instantes e me lembrar de nossos momentos felizes juntas.

Assim como "no primeiro dia da semana, de manhã bem cedo, as mulheres levaram ao sepulcro as especiarias aromáticas que haviam preparado" Lucas 24:01 Sei que eu também encontrarei a "pedra removida" Lucas 24:02 e ficarei com minhas flores em mãos, pois minha mãe não estará mais lá. Ela estará com Nosso Senhor Jesus Cristo, que nos convida a crer na ressurreição e na vida eterna. O que poderei fazer é manter viva a flor de sua amizade e carinho dentro de mim.



Feliz dia das mães para as mães que estão vivas ao lado de seus filhos!
Feliz dia das Flores Vivas em nós para os filhos que guardam suas FLORES no coração!



quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O Rei está Nu!

Conta a história que havia um rei muito vaidoso e orgulhoso que só tinha olhos para si. Ele não era um bom administrador e vivia para realizar seus desejos e caprichos esquecendo-se do povo. Gostava muito de comprar roupas e de se olhar no espelho o tempo todo com seus "modelitos" e desse jeito deixava de lado os interesses do povo. Certa vez passaram por seu reino, 2 alfaiates que faziam verdadeiras mágicas com os fios e tecidos. Logo a fama daqueles dois chegou aos ouvidos do rei, que rapidamente quis conhecê-los e adquirir uma roupa nova. Os 2 alfaiates que na verdade eram charlatões que cobraram uma fortuna pelo serviço. O rei logicamente pagou com dinheiro público pela roupa... No dia da prova da roupa, o rei, cego por seu orgulho, recebeu uma "roupa mágica" uma roupa com fios invisíveis, que só as pessoas inteligentes eram capazes de enxergar. Não querendo se passar por ignorante, o rei começou a elogiar a roupa e o serviço dos ladrões e foi embora com sua roupa nova nas mãos. Organizou um evento especial para mostrar a roupa nova ao povo, roupa que somente as pessoas inteligentes seriam capazes de ver. E todo o povo que seguia aquele rei, concordava com a "barbaridade" inventada por ele e dizia: "Que linda a roupa nova do rei". Até que uma menina corajosa, aproximando-se do rei, começou a gritar: "O rei está nu! O rei está nu!". Foi aí que todos viram que o rei estava realmente nu, mas ninguém até aquele momento havia tido a coragem de dizer. Muitas vezes nossos líderes são iguais a esse rei e nós não temos coragem de dizer à eles, porque estamos cegos, ou já nos acostumamos com suas falcatruas pois há muito tempo já estamos sendo enganados. A bíblia diz "muitos que saíram do pó e foram feitos príncipes fazem escolhas erradas e fazem o povo errar junto com eles." 1 Re. 16:2 Diz ainda: "Eis que os príncipes de Israel, cada um conforme o seu poder, estavam em ti para derramarem sangue." Ez. 22:6 (Leia Ezequiel 22) E é assim. Nossos governantes estão mostrando a cada dia seu caráter e suas ambições, voltadas para seus próprios interesses e não para o interesse do povo. O que podemos fazer? Revolta não é uma solução, pois ao nos revoltarmos, fazemos mal a nós mesmos e eles abusando do poder, nos fazem mal consequentemente e nos perseguem, seja física ou psicologicamente, pensando assim serem eles vencedores. Mas sabem que ao construir esse tipo de reino, ou de administração, colocam suas próprias vidas e de suas famílias à uma exposição ridícula e despida, que nunca mais será esquecida pelo povo. Devemos pedir a Deus que providencie situações em que possamos ser sábios para dizer a esses líderes que suas obras más estão sendo vistas por todos. Quem sabe através da vergonha diante do povo e diante de Deus eles percebam que estão nus...

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Permanecer!

Uma das "tarefas" mais difíceis talvez seja a de PERMANECER! É muito fácil ir e vir, mudar, falar, trocar, comprar, mas permanecer... Difícil... Seja nos estudos, em casa, no trabalho, nos relacionamentos, em nossas atividades, as mudanças são inúmeras mas tarefa árdua é ficar, permanecer com saúde, com alegria, com entusiasmo no trabalho... a lista pode ser muito grande... Nossa insatisfação humana é que nos faz desejar essas mudanças o tempo todo. Leia as palavras de Jesus, transcritas abaixo: "Estai em Mim, e Eu em vós; Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis produzir fruto algum, se não permanecerdes em Mim." (João 15:4) Nossos pés às vezes vacilam, porque em nossa caminhada, ao invés de encontrarmos quem nos encoraje, encontramos quem nos desencoraje. E nós mesmos nos desencorajamos, seja por nos acharmos incapazes, sem recursos, frágeis, não importa. O que o versículo acima quer nos ensinar (e ele pode nos trazer inúmeras lições) é que nenhum fruto é produzido por aquele que caminha distante de Deus. Nenhum fruto! Nem em benefício próprio nem em direção ao seu semelhante, pode ser produzido por um ramo que está em uma árvore que só suga os sais minerais dos que estão ao seu redor, mas que não produz nenhum fruto bom. Que apesar dos tropeços haja entusiasmo para PERMANECER! Que apesar das más atitudes haja ânimo para PERMANECER! Que apesar das dificuldades haja força para PERMANECER!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Páscoa - Nova vida


A Páscoa realmente é um motivo de festa, de nova vida.
A festa que conhecemos quando criança na escola, que muitas vezes é proibida de abordar o sentido religioso, conta a história do coelho, da fertilidade desse animal que se reproduz com muita facilidade e do ovo, que simboliza nova vida, com sabor de chocolate para agradar as crianças.

Mas a Páscoa como data festiva surgiu como celebração da libertação do povo judeu, escravizado no Egito. Celebração que uniu e une o povo judeu nos mais diversos lugares do mundo, celebrando também, com jejum dias antes da festa, a vida dos primogênitos que não foram sacrificados.

Nossa Páscoa, no entanto, consiste em celebrar a vida eterna. Essa celebração, não é uma simples festa. Não é uma festa onde as pessoas apenas viajam, comem e bebem muito. Para nós cristãos, essa celebração é um momento de alegria sim, mas também é um momento de refletir a respeito do sacrifício feito por Jesus Cristo na Cruz do Calvário, com intuito de remir nossos pecados, erros e faltas cometidas e que arrependidas, nos fazem trilhar um caminho que nos aproxima cada vez mais da vida com Deus. Um caminho de salvação.

Tendo sido preso, Jesus Cristo foi traído, esbofeteado, humilhado, desprezado, açoitado e julgado. Sendo Rei, recebeu uma coroa de espinhos e uma roupa de púrpura e zombaram Dele por ser ele o Rei dos Judeus. João capítulos 18 e 19.

Jesus Cristo também foi crucificado juntamente com bandidos, e tendo sentido sede recebeu vinagre para beber, embebido em uma esponja e em seguida morreu. João 19:28, 29 e 30.

Mas esta festa não termina de uma maneira triste mas de uma maneira muito feliz: Jesus Cristo Ressuscitou!!! E com ele ressuscitaremos nós, se crermos.
Ao ressuscitar, Jesus apareceu a Maria e aos discípulos e realizou alguns sinais. Leia João 20 e 21.

"Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos". Romanos 6:8
"...bem-aventurados os que não viram e creram". João 20:29

Feliz Páscoa! Com Jesus Cristo!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

História do Menino Mentiroso - Autor desconhecido

Era uma vez, um pastorzinho que passava muito tempo, cuidando de suas ovelhas e como se aborrecia com isso, ficava inventando maneiras de se divertir.

Um dia, decidiu divertir-se às custas de alguns camponeses que trabalhavam perto dali e começou a gritar:

-Socorro! Socorro! Um lobo apareceu aqui!!!

Todos os amigos correram para acudí-lo, armados com suas enxadas e dispostos a defender o menino e o rebanho. Quando viram que tudo era mentira, ficaram muito zangados! Mas o menino achou tanta graça na brincadeira, que voltou a repetí-la e repetí-la e repetí-la.

Por muitas vezes, os amigos abandonaram suas tarefas e vieram correndo para junto do rebanho. E outra vez, o menino rolou de rir, vendo as caras de susto dos amigos em disparada.

Os amigos, mais zangados do que nunca, voltaram para o trabalho. Mas chegou um dia, em que o lobo apareceu de verdade e então, o menino soube o que era ter medo. Apavorado, correu chamar os amigos.

Sem voz de tanto gritar : "SOCORRO" , "ME AJUDEM", o menino não sabia o que fazer para chamar a atenção dos amigos, que acostumados com tanta mentira, não lhe deram a menor confiança.

O menino chorou amargamente, vendo tudo sem poder fazer nada. A culpa do que havia acontecido, lhe feriu o coração, pois de tanto enganar os outros, perdera a confiança de todos.

Que mentiras você tem contado aos outros?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Faça sua festa


Quis escrever sobre o carnaval, mas não conselhos para as pessoas (não sou a melhor pra isso) e sim algumas sugestões. Quis escrever sobre a história e números reais. Esse blog, criei pra isso, para escrever e desde já, agradeço a você que lê.

Como muitos sabem, mas pode ser que nem todos, o carnaval existe desde a Grécia antiga, e eram festas destinadas aos inúmeros deuses gregos, como forma de gratidão do povo, pela fartura recebida.
A igreja instituiu a Semana Santa para finalizar o período de 40 dias de privações e penitências que seus fiéis realizavam e assim, incentivou que as reuniões acontecessem colocando fim à quaresma e dando início a um período de muita festa para o povo.

Assim como hoje, imagino quando leio na história, que as festas que incentivam esses momentos alegres, de muita comida, bebidas, danças, tinham conseqüências devastadoras, como podemos constatar nos nossos dias, no Brasil.

Quando criança certa vez eu fui espiar, sem o consentimento de minha mãe, a festa de carnaval das crianças no salão da igreja católica. Me pareceu uma festa alegre, mas desde cedo, com muito empurra-empurra e muita confusão.

Diversos sites trazem notícias no pós-carnaval, das conseqüências das atitudes irresponsáveis de muitos. A polícia é acionada e tem que dar conta do recado. São flagrantes, chamadas por perturbação ao sossego alheio, solicitação de policiamento nas ruas devido vandalismo, ocorrências de trânsito, agressões, pessoas em atitudes suspeitas, arrombamento de estabelecimentos e moradias, ameaças de violência, danos ao patrimônio público e privado, desacato a autoridade, furtos, lesões corporais, detenções por porte de drogas e uso de entorpecentes e a lista não tem fim...

Por isso, para alguns que seguem para se “divertir” do modo como citei, o carnaval pode parecer um momento de liberdade. Para o Turismo, os músicos, bandas, trios elétricos, escolas de samba, isso pode parecer bastante lucrativo.

Mas para uma parcela da população, significa um grande número de pessoas estranhas em sua cidade, muitas vezes significa falta de suprimentos como alimentos que em algumas capitais chegam a custar até 50% mais caros.

Retirar-se desse ambiente para buscar algo diferente talvez seja uma excelente opção pra você que está cansado de enfrentar horas de trânsito e inconvenientes.

Retiros espirituais costumam levar grandes palestrantes, costumam ter programações esportivas e atividades bastante alegres, e além disso tem como objetivo conduzir pessoas, ao relacionamento com Deus.

Práticas esportivas, hotéis fazenda, momentos em família também são uma excelente opção pra você que não quer envolver religião com a data. Organizar a casa e descansar para os que trabalham pode entrar na lista.

Bom, desejo que você possa ter boas idéias, boas opções de lazer sem precisar gastar muito, nesses dias de pausa no país e meu desejo é que você se lembre de que suas atitudes podem ter conseqüências positivas ou negativas na vida dos outros, dependendo do que você tenha escolhido fazer.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Todos no mesmo barco!


Estava pensando em escrever sobre algo engraçado que a bíblia contasse e confesso que pensei... pensei... pensei muito... A bíblia muitas vezes parece triste... com histórias de guerra...
Foi difícil, e a história mais engraçada que me veio a mente foi a de Noé e sua arca.

Me fez pensar em como conviveram 7 dias antes da chuva + 40 dias e 40 noites de chuva e + 150 dias de águas sobre a terra.
Em como no 7º mês parou a arca e no 10º mês apareceram os cumes dos montes e, depois de 40 dias abriram as janelas e UFA!!! KKK

E os bichos todos? Não dá nem pra imaginar a confusão... (Leia Gênesis 8 se quiser)

Bom, algumas pessoas interpretam a história "ao pé da letra" outras interpretam com estudos aprofundados e dizem que não foi bem assim que aconteceu (fazem isso com a bíblia toda aliás) o fato é que: esse convívio deve ter sido muito difícil mas ao mesmo tempo engraçado.

Bom, o que eu gostaria além de lhe contar essa história é dizer que:

Estima-se que somos mais de 7 bilhões de habitante no planeta. Isso mesmo!
Apesar de termos cada um a sua casa, cada um o seu trabalho, a sua família, os seus problemas e os seus "bichos para cuidar", nunca se esqueça que "a sua liberdade termina onde começa a do outro".

Você já sabe que não está sozinho nesse barco chamado "Planeta Terra".
Você já sabe também que tem um privilégio muito grande: você pensa!
Aproveite para tornar esse convívio um pouco mais fácil, cuidando do meio ambiente, respeitando o seu semelhante, enfim, existem inúmeras formas de fazer algo para o bem comum.

Isso não significa que você vai dar um jeito em todos os problemas que existem, mas siginifica que você fará a sua parte independente do que os outros pensam.

Acho que aí sim. Acho que será possível aguentar uns 90 ou quem sabe 100 anos, se Deus quiser, nesse "barco". rsrsrsrs